Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS CATADORES

SIMPLESMENTE,
FICO ADMIRADO AO VER A BRAVURA DESTAS PESSOAS
SÃO TRABALHADORES COMO QUALQUER UM DE NÓS
O QUE OS FAZ SAIR DE CASA, ENFRENTAR A MADRUGADA FRIA,
EMPURRAR POR LONGAS HORAS UM CARRO RÚSTICO,
E ATÉ CORRER RISCOS DE ACIDENTES E AÇÕES DE VÂNDALOS,
NÃO SE DIFERE DE NOSSAS MOTIVAÇÕES.
O QUE OS COLOCA NAS RUAS, DISPUTANDO O MESMO ESPAÇO QUE EU E VOCÊ, É A MESMA RAZÃO;
ELES NÃO ESTÃO ALI POR ANSEIOS DIFERENTES; ATÉ MESMO NÃO SÃO DIFERENTES DAQUELE QUE ACORDA UM POUQUINHO MAIS TARDE.
QUANDO EU CHEGO NAS RUAS, ELES JÁ ESTÃO LÁ.
COM CERTEZA, SE ELES TIVESSEM A OPORTUNIDADE DE ACORDAR UM POUCO MAIS TARDE ACORDARIAM.
SE ELES TIVESSEM A CERTEZA DE QUE O QUE ELES QUEREM VAI FICAR LÁ OS ESPERANDO, NÃO SE APRESSARIAM.
DIFERENTES DOS FORMAIS, QUE RECLAMAM TANTO, PRA ONDE ELES VÃO NÃO TEM CARTÃO PARA BATER, NÃO TEM HORÁRIO PARA CUMPRIR, APENAS UMA LIDE A AVENTURAR.
SUAS LABUTAS NÃO OS COLOCAM FRENTE A FRENTE COM AS PESSOAS, MAS TEM SEMPRE ALGUÉM QUE SE INCOMODA COM ELES.
GRITAMOS, XINGAMOS, RECLAMAMOS, DESCONFIAMOS, MAS, NÃO PROCURAMOS COMPREENDÊ-LOS.
SÃO PAIS, TÊM FAMÍLIA, TEM UM BARRACO OU UM CANTINHO
SAEM SEM SABEREM PARA ONDE VÃO, MAS TEM UM LUGAR QUE OS ESPERA VOLTAR.
CARREGAM UM SONHO, COMO TODOS NÓS.
CHORAM SUAS MISÉRIAS VIVIDAS, ENQUANTO NÓS TEMEMOS
VIVÊ-LAS, ACHANDO QUE NÃO CONSEGUIREMOS SUPORTAR.
SE SOMOS TÃO CALCULISTAS AO OLHARMOS PARA OS NOSSOS LIMITES, ELES SÃO HERÓIS.
VIVEM UM LIMIAR QUE TEM SUAS PRÓPRIAS EXPECTATIVAS
UM SUB-MUNDO COM VALORES DIFERENTES.
SUAS VOZES NÃO SÃO OUVIDAS NAS RÁDIOS, NÃO É COMUM VERMOS SUAS FACES NAS TV´S, MAS FAZEM PARTE DE UM COTIDIANO SOCIAL.
QUANDO ESTÃO NA MÍDIA, SOMENTE ESTÃO PREENCHENDO UM PROCOLO POLÍTICO, OU FAZENDO PARTE DE ALGUMA REPORTAGEM TEMÁTICA. DEPOIS, TUDO VOLTA AO QUE ERA ANTES.
AQUELE VELHO DISCURSO, DE QUE ELES PRECISAM DE ATENÇÃO E AÇÃO PÚBLICA, SEMPLE VOLTA A TONA.
DOAÇÕES, REMÉDIOS, CESTAS BÁSICAS, MULTIRÃO SOCIAL
ESTAS COISAS APENAS PODAM OS RAMOS DA ÁRVORE
ENQUANTO ISSO, SUAS RAÍZES ESTÃO SE EXPANDIDO SOB O SOLO DA SEGREGAÇÃO, DA FALTA DE OPORTUNIDADE E DA INDIFERENÇA.
ALGUNS SÃO VÍTIMAS DE BRUTALIDADE, E ATÉ DA MORTE
JOVENS DE CLASSE MÉDIA SE DIVERTEM ESPANCANDO E TIRANDO O SOSSEGO DE QUEM SÓ QUER SOBREVIVER.
CHACINAS E ABUSO DE AUTORIDADE. QUE PÉSSIMA ATUAÇÃO DE QUEM FOI PREPARADO PARA PROTEGER!
ENQUANTO ESTOU ESCREVENDO ESTE TEXTO MINHAS ENTRANHAS SE DISSOLVEM, O CALOR DA JUSTIÇA CHEGA A UM GRAU INSUPORTÁVEL.
DA JANELA DA MINH´ALMA CONTEMPLO CENAS DA VIDA COMO NUM CINEMA. FAÇO DA MINHA MEMÓRIA UM LABORATÓRIO QUE REVELA OS FILMES CUJOS ATORES NÃO ESTÃO CONTRACENANDO.
CONFESSO QUE JÁ CHOREI DE ALEGRIA E TAMBÉM DE TRISTEZA.
TAMBÉM JÁ RECUEI, DIANTE DE UM MOMENTO QUE EXIGIU UMA AÇÃO.
O SER HUMANO É ASSIM MESMO:
UM POÇO DE DESEJOS QUE MESCLAM-SE AO EGOÍSMO - UMA ARMA QUE ÀS VEZES FERE O SEU PRÓPRIO DONO (COMO AGORA).
Mário Natho
Enviado por Mário Natho em 06/10/2007
Reeditado em 28/06/2008
Código do texto: T683371
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Natho
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
90 textos (21786 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 21:28)
Mário Natho