Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESCREVENDO NO ESPELHO *Série: 'Pensares'

Véra Lúcia de  Campos Maggioni®                           Vera&Poesia®

I

Dupla condenação!

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia®
 
O que te impede, insensível, de viver um interno fascínio?
Perdes tu das letras as mil cores que o poeta desenha.
Nos silêncios dos teus fonemas matas clamores de amor...
Morrendo de fome de luz, de sal e de mel como alimentas tua Alma?
 E, a sede do teu Coração onde sacias?
- Reflitas na dupla condenação!
 
                                     Véra Lúcia de Campos Maggioni®
                                                     Vera&Poesia®
                                            Direitos autorais reservados
                                                     15/11/2007

Escrito para a Série:
Entreatos 14 da poetisa amiga Marise Ribeiro

---

II

Numa folha caída uma vida toda em reciclagem.

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
 Vera&Poesia®
Em 20 de agosto de 2007
Direitos autorais reservados

---

III

No grão o gérmen de uma vida nova carrega consigo,
como sentença, o luto.

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
 Vera&Poesia®
Em 20 de agosto de 2007
Direitos autorais reservados

---

IV

    Qual o melhor espelho, o meu interno ou aquele no qual me espelho?

                                                  Véra Lúcia de Campos Maggioni®
                                                                    Vera&Poesia®
                                                                       Janeiro de 2007
                                                          direitos autorais reservados

---
                                                       
V

                   Expresso na página esperançosa um convite impresso para um bailado de sentimentos.

                                           Véra Lúcia de Campos Maggioni®
                                                                    Vera&Poesia®
                                                                       Janeiro de 2007
                                                       direitos autorais reservados
---

VI

   No silêncio o barulho - no barulho um mergulho silente.

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia®
Fevereiro de 2007
direitos autorais reservados
               
---

VII


              Ao ruírem castelos de sonhos mundos se acabam numa demolição da própria integração.

                                                 Véra Lúcia de Campos Maggioni®
                                                                       Vera&Poesia®
                                                                       Junho de 2007
                                                         direitos autorais reservados
---

VIII

  Eu sou a ilusão - quimera da desilusão.

                      Véra Lúcia de Campos Maggioni®
                                               Vera&Poesia®
                                                         -2007-
                             direitos autorais reservados
  ---

IX

         Fica na emoção da flor aquarelada o olor da carícia da mão por  um beija-flor trajada.

Véra Lúcia de Campos Maggioni ®
Vera&Poesia®
-2006-
direitos autorais reservados
 ---

X
                 
Escrever

Véra Lúcia de Campos Maggioni ®
Vera&Poesia ®
                                                       
Não me preocupo ao escrever
a mão corre livre,
mesmo sem ver.
Escrevo,
quando não me preocupo em
escrever
o que na mente leio.
 
Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia
-2006-
Para ciranda: Escrever


---

                                                     (incluídos em 2008)

XI

Vestígios

Véra Lúcia de  Campos Maggioni®
Vera&Poesia®


Às carreiras, pensativa,
No passeio procurando
Por resposta,
Arrisco-me à realidade
Interrogativa.

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia
Janeiro de 2008
Versos escritos para uma ciranda
direitos autorais reservados


---

XII

Navego em Ti

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia®


Aflora do outrora em mim
A mesma aurora –
Uma flor, uma canção,
O Sol ardente bendizendo..., e
Navego em ti fantasia.

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia
1 de março de 2008
Versos escrito para uma ciranda
direitos autorais reservados


------------------------------------------------------------
2006

XIII
Ciranda Insanidades

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia®

Na instância da aventura
Andam juntas as agruras.
Passos trêmulos inseguros,
Marcha lépida e faceira,
Intermitentes no balanço,
Neste vai e vem tremulante
Instante após instante segue
Andante errante? Em acerto?
Ao passo seu, em rota destinada?
Oh! Interpretação veemente ou incerta?!
- Traçados deste viver quotidiano...

Véra Lúcia de Campos Maggioni ®
Vera&Poesia®
Dezembro de 2006
Ciranda Insanidades

        ===
                                   
*Série:*  'Pensares'
Véra Maggioni
VeraePoesia
Enviado por VeraePoesia em 06/10/2007
Reeditado em 08/04/2010
Código do texto: T683500
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
VeraePoesia
Santa Rosa - Rio Grande do Sul - Brasil
479 textos (15554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/17 02:11)
VeraePoesia