Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Justiça, Procura-se!

Sou eu, somente eu
Buscando a cada instante um parecer
Algo que as vezes nem parece ser
Coisas que inventamos ou buscamos

Sou eu, somente eu
Triste a cada instante de procura
No meu interior, a vida se repete
Em meu exterior, a vida é sempre a mesma

Beleza íntima que ninguem conhece
Somente minha alma, minha parceira
Que outrora me escolheu
Que hoje me faz garantir meu único tempo... que resta

Sou eu, somente eu
Que enlouquece quando vê as desgraças do mundo
E que um pedaço disso está em nosso país
Sou eu, louco e essa euforia por justiça

Justiça essa que não saí do papel (somente para alguns)
Justiça que se aprende e não se aplica
Justiça desgraçada e cruel
Justiça desordenada que acolhe os que não precisam dela

Sou eu, somente eu... a procura da justiça social!
Edson Fernandes Theodoro
Enviado por Edson Fernandes Theodoro em 06/11/2007
Código do texto: T725430
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Fernandes Theodoro
Osasco - São Paulo - Brasil, 53 anos
125 textos (9787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 10:32)
Edson Fernandes Theodoro

Site do Escritor