Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sei lá...

Ás vezes penso, acho tudo tão absurdo, o mundo, as pessoas, o próprio sol. Os ônibus lotados, pessoas correndo em zigue-zague, sonolentas, tristes, agressivas. Tudo é tão rápido, muito rápido. A cada passo, menos um pela frente, e tantos outros a serem transpassados. Chove,  venta, um relâpago, dois relâmpagos, brisa, sons longínquos... Meu Deus, quando tudo isso vai acabar, por que a vida parece tão sem sentido às vezes!? Tudo é solidão... Mas, por outro lado, é tão bom viver, amar, sorrir, ser amado... Enfim... Só sei que nada sei ( desculpe o lugar comum).
Samuel Silva Teixeira
Enviado por Samuel Silva Teixeira em 13/11/2007
Reeditado em 09/10/2008
Código do texto: T735954

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Samuel Silva Teixeira
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
30 textos (5494 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 15:09)
Samuel Silva Teixeira