Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA MADRUGADA...


     Quando paro a pensar, pensando começo a chorar.
     A vida é assim mesmo. Não temos tempo pra descansar. A felicidade e o amor, ambos, passam tão rápidos. Por que somos tão frágeis a eles, sempre existirá maldade nas pessoas? E para a salvação, onde se escondem os angélicos seres?
     Estamos tão tristes que não nos damos conta do mal que fazemos.
     Pra que competir a moral e a riqueza com os outros, se um dia seremos sepultados na mesma cova do desgosto?
     Vamos refletir!
     buscando a felicidade...
     O egoísmo de não querermos dividir e compartilhar com o próximo nos torna, cada vez mais, insensíveis. Eu vou continuar chorando enquanto estiver pensando. Pensando nas crueldades que somos capazes de fazer, por não lutarmos pela nossa autêntica felicidade.

                        ........

Ainda é noite.
Estou acordada.
Ainda choro,
no decorrer da madrugada.


                        ........

 ELAINE BORGHI
primavera de 2005
ELAINE BORGHI
Enviado por ELAINE BORGHI em 22/11/2005
Reeditado em 18/12/2005
Código do texto: T74874

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor (Elaine Borghi) e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/elaineborghi). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ELAINE BORGHI
Campinas - São Paulo - Brasil, 42 anos
56 textos (1486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 23:57)