Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Declaração da Cirurgia Pediátrica Oncológica

A criança com câncer não é igual a um adulto com câncer e apresenta problemas e necessidades médicas e cirúrgicas, muitas vezes, bastante diversas daquelas encontradas pelos oncologistas e cirurgiões pediátricos generalistas. E elas merecem o melhor atendimento médico disponível. Toda criança que apresenta uma neoplasia maligna tem o direito de ser tratado em um centro de tratamento para crianças com câncer, em ambiente adequado, por uma equipe multidisciplinar especializada em Oncologia Pediátrica (que inclui, além do oncohematologista pediátrico: cirurgiões pediátricos, neurocirurgiões, ortopedistas, imaginologistas, radioterapeutas e patologistas com experiência nas raras neoplasias da infância; enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e toda uma ampla rede de suporte social apropriada). Toda criança portadora de tumor maligno tem direito a receber tratamento através de protocolos estabelecidos, multicêntricos e multimodais.

O cirurgião pediátrico generalista diagnostica, trata e acompanha as necessidades cirúrgicas da criança, o que inclui o tratamento cirúrgico dos defeitos congênitos, traumatismos graves, quadros clínicos que requerem endoscopia e procedimentos minimamente invasivos, bem como todos os demais procedimentos cirúrgicos da infância, inclusive neoplasias. A baixa incidência de tumores sólidos na infância, no entanto, bem como a criação recente destes centros especializados, têm retirado do residente em cirurgia pediátrica a possibilidade de formação adequada na área específica da Oncologia na vasta maioria dos Programas de Residência Médica na especialidade no país. Mudanças urgentes na visão estratégica dos organismos responsáveis pela formação do cirurgião pediátrico no Brasil, como a obrigatoriedade de estágio em hospitais de câncer durante a residência e/ou a obrigatoriedade de realizar-se o tratamento integral da criança nesses centros (a exemplo do Reino Unido, onde é PROIBIDO operar uma criança com câncer em um hospital geral não-especializado), faz-nos acreditar na sub-especialização como a única saída de curto prazo.

O cirurgião pediátrico oncológico é um cirurgião pediátrico especialmente treinado, com ampla experiência e conhecimentos no tratamento de lactentes e crianças de todas as idades (do nascimento à adolescência), portadores de neoplasias malignas. Em virtude de sua formação específica, os especialistas em Cirurgia Pediátrica Oncológica estão inseridos no contexto da abordagem multidisciplinar da criança com câncer de forma a oferecer as melhores opções terapêuticas e cuidados cirúrgicos standard, estabelecidos nos protocolos vigentes.

(livremente inspirado na palestra proferida pelo Prof. Jay L. Grosfeld, M.D. President of the W.O.F.A.P.S., em Kyoto, Japão, Abril de 2001)
Renato van Wilpe Bach
Enviado por Renato van Wilpe Bach em 09/12/2005
Código do texto: T83225
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Renato van Wilpe Bach
Ponta Grossa - Paraná - Brasil
95 textos (17732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:51)
Renato van Wilpe Bach