Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LOUCURA

-De agora em diante seremos mais um na rota do esquecimento.
Seremos mais cimento que as florestas do juízo final. Hoje somos a
dúvida, amanhã a certeza da futilidade desta. Porque a dúvida sobre
o inexistente é fútil, muito mais do que isso, desnecessária.
\"-Amanhã será um novo dia...\", Ora, todo dia é um novo dia, deveras,
tudo é passado porque a velocidade da vida é o tempo e este não para.
Antes que eu me esqueça (de mim mesmo), faço agora o que deixaria para amanhã, ou seja, viver o que desde ontem, imaginei nunca fazer. E assim
irei levando até quando quiser, e não, quando puder, porque poder eu não posso, e se tiver que pedir ajuda, deus que me perdoe, vou pedir a quem?
E quem vai ajudar um idiota do apocalipse, um retardado que alimenta a desesperança, uma visão sem horizonte, uma lua vermelha de uma estrela
sem vida? Mas é assim mesmo, quando um maluco se levanta e diz:
 \"-O futuro é a morte!\"
Haverá sempre a maioria para dizer:
 \"-Isso todo mundo já sabe!\"
Talvez você não me entenda, mas tem hora pra tudo e não espere
coerência da minha parte, tão pouco espero de você uma
“abrir de olhos” neste teu fingimento de sono profundo. Há
minutos atrás você só pensava em sexo.

Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 01/04/2005
Código do texto: T8962
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
732 textos (54101 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:54)
Jose Carlos Cavalcante