Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ano Novo



Ano novo
Vida nova... nova?
Que seria o novo prá mim?
Um novo apartamento, comprar o carro que nunca comprei, fazer a viagem que nunca fiz, comprar um sapato fino, um vestido comprido, um novo emprego, ganhar mais dinheiro, um novo amor, talvez uma paixão, dessas que tira o chão... não sei!
Quer saber?
Estou tranqüila no que sou, no que tenho.
Agradeço minhas tristezas temperando minhas alegrias, meus tropeços me colocando no prumo, minha insônia dando vida aos meus sonhos, meu trabalho pingado com prazo apertado, minhas dúvidas, meus medos, meus zelos.
Mas vem aí o novo ano, e este carece de planos.
Este ano eu pinto meu apartamento, troco a maçaneta quebrada, conserto meu aparelho de som, vou ao ginecologista, ao dermatologista, ao oftalmologista, troco meus óculos, tiro o aparelho dos dentes, volto a fazer pilates.... vou ser menos displicente.
Vou ler mais livros, ler e reler meus amigos do Recanto, ouvir mais músicas, vou sair mais, procurar antigas amizades, voltar com minha prima às Minas Gerais.
Vou fazer um curso, aprender o SketchUp, atualizar o Auto Cad, aprender a baixar Mp3, vou comprar uma máquina digital, isso.... vou ser menos informal.
Vou fazer mais carinho na cachorrinha, brincar mais com a gatinha, pegar um pouco de sol, sentir a brisa marinha... vou beijar muito mais os meus pais.
Vou rever as Cordilheiras, ouvir meus sobrinhos falando língua estrangeira, abraçar minha irmã ouvindo música brasileira.
Vou continuar amando, o meu amor complicado... e enquanto o amor existir, prá rir ou prá chorar.. é com ele que quero estar.

E para que não se quebre a magia da virada vou comer uva, vou usar roupa branca, vou fechar os olhos e fazer um pedido...
Que no próximo ano eu possa continuar a viver o que tenho hoje... planejar por simples coisas na vida e poder realizá-las... saborear a expectativa da viagem... sentir a emoção no abraço da chegada... a certeza do retorno na hora da partida... amar e me sentir amada... meu privilégio minha graça.... a companhia de meus pais a cada ano que passa.




(E que meus olhos continuem marejando quando a emoção aflora.... assim como agora.)
Cristina Nunes
Enviado por Cristina Nunes em 27/12/2005
Código do texto: T90942

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cristina Nunes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
421 textos (32644 leituras)
9 áudios (1002 audições)
2 e-livros (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:02)
Cristina Nunes