Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA A PAPAI NOEL

Papai Noel, que nas noites natalinas,
enche de alegria a vida das pessoas,
realiza sonhos, constrói felicidade,
eu também trago o meu pedido,
para registrá-lo entre os demais.
Ele é importante.
Vai me fazer muito contente,
por ver feliz a minha gente.

Volto ao meu passado, analiso o presente
e os vejo sempre cheios de oportunidades,
de lições que me ensinam a crescer.
Por isso, para mim, nada peço,
quero somente agradecer.
Tenho muito mais do que mereço.
Tenho até uma janela,
através da qual o sol se esgueira nas manhãs,
para comprovar que estou viva,
pois sinto o ar fluir-me dos pulmões,
demonstrando a preservação dos órgãos vitais.

Extasio-me diante de maravilhas tantas!
Só posso mesmo agradecer!
Presente maior do que esse, ainda estou para ver.
E não é só isso!
Tenho um lar, um abrigo,
e um amor verdadeiro,
perene e encantado comigo.

Tantos laços de amizade,
afeto e ternura em  demasia.
Tenho a voz que canta, o coração que ama.
Pude me preparar para as intempéries da vida.
Pude meus filhos criar.
Pude fazer um relicário das pedras do caminho
para a construção de um castelo.
Para completar,
tenho um trabalho digno para me sentir útil,
para as despesas custear.

Mas, ao lado disso tudo,
há os que não têm um lar para  voltar,
um ombro para chorar,
um trabalho para o sustento ganhar,
fazendo das sarjetas leito e das ruas habitat.
É para eles que eu peço, agora.

Queria ver banida a violência,
a fome, a dor, a droga, a corrupção...
Num país, onde a distribuição de renda,
justiça e educação são tão precárias,
sei que atender ao meu pedido é quase impossível.
Mas, Papai Noel, dá um jeitinho pra mim!!
É hora de agradecimento, de compaixão,
pois todos nós somos irmãos.
E a vida não pode continuar assim!
Genaura Tormin
Enviado por Genaura Tormin em 13/12/2005
Reeditado em 13/12/2005
Código do texto: T85495
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Genaura Tormin
Goiânia - Goiás - Brasil, 71 anos
311 textos (395748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:23)
Genaura Tormin