Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Castelo de Gelo

Os passos no silêncio
E os gritos na escuridão
São insensíveis a dor
Somente o frio incessante é o Senhor

O vento faz as flores caírem no chão
Mas as frutas podres caem pela podridão
As cordas quebradas de um violão
Não tocam nada, nem sequer um refrão

O Castelo de Gelo abre o seu portão
Diretamente sobre o mar

A aragem vem do mar
E o caçador do Edén também
O arauto avisou
Que os antecos estão em guerra

Jeferson Hartemink
Enviado por Jeferson Hartemink em 24/01/2006
Código do texto: T103155
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jeferson Hartemink
Santa Rosa - Rio Grande do Sul - Brasil, 43 anos
9 textos (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:13)