Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ã?

Ã?
Maria da Graça Almeida

Dançarolava o susto,
nas cantigas do trovão.
As mãos retorciam arbustos,
os pés, o manjericão.

Nos cachos, suave a melissa,
erva doce, a hortelã,
nos lábios, a doce carícia,
do perfume da maçã.

Nos olhos, um frágil deleite,
a magia do amor,
uma aura, luz- enfeite,
espelhando clara cor.

Mas, ao sol do meio dia,
bem se via o afã
da mulher sem poesia,
sem aromas, sem manhãs.


Maria da Graça Almeida
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 08/04/2005
Código do texto: T10321
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
248 textos (14810 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:17)
maria da graça almeida