Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...e os selos foram abertos

...e os selos foram abertos
angélica t. almstadter
01-02-06
 
por onde me campeia a vida que anseio?
se dentro dessa taça me afronta sem receio,
me fere a boca que reage suculenta
ao som do peito que aos poucos se arrebenta.
por onde me pega essa vida infeliz
que arde e dói como recente cicatriz?
por onde há de entrar essa ingrata
que amacia os sons e cruelmente maltrata?
ah! mísera fonte das minhas alucinações
mentira vistosa, taça de privações!
por onde me pega sem fala
desfilando o provado com gala,
qual gosto doce de fantasioso veneno,
rabiscado para eu crer ainda terreno.
 
por onde me agita essa incerteza aflita,
que agoniza feito mentira bonita;
deve passear em alguma praia sem graça
rindo da certeza maluca como troféu na praça
erguido sob o aplauso pomposo.
plantado lá atrás quando nem era mentiroso
um prêmio avidamente buscado e conquistado,
hoje, amarelado, duramente castigado
não tem mais orgulho da sua valia
é fora de uso, um quase museu de anomalia.
 
era ela e eu um dia por pura utopia,
bebendo no mesmo gole de euforia
o banquete dos atrevidos, sem meias verdades;
e quem disse que se constrói sem iniquidades?
nenhum alicerce se levanta para o futuro
sem mentira, sem golpes por trás do muro.
um brinde à conquista do pecado
que mata sem mandar recado!
 
por onde anda sem mais desvelo
a pouca vida enrolada nesse vil novelo,
que se perde numa multidão consumível
plano roto, praticamente inexequível
que pode ser derramado sem disputa,
numa única e frágil taça de cicuta...
 
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 02/02/2006
Reeditado em 11/11/2014
Código do texto: T107080
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55638 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:33)
Angélica Teresa Almstadter