Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UIVO CALADO...(DUETO)

 - Zelisa Camargo - (28/9/2004 18:59:38)

O  uivo calado rompe na noite doidivana
e minh\'alma busca o encontro com o total.
Em minhas caminhadas procuro pela paz e
pelo amor que tanto necessitamos nesse momento
em que o mundo trava em guerras e discórdias.
Que a Mãe Terra possa com seu amor derramar
suas bençãos a toda humanidade.
Que a Mãe Natureza leve a cada um a consciência plena.
E que a Paz possa perpetuar nesse Planeta e dentro
do coração de cada ser.
Namastê a Todos
zelisa camargo
 
EM RESPOSTA...
HAYANNAH
         

Com certeza   necessitamos sim dessa plenitude de consciência, pois  a
mãe terra

agora sente  em seu seio  um gosto amargo de sangue  negro .

Negro  como está   a  alma  desses seres  que  não tomaram
ciência  de que estão tirando não somente a vida de outros
seres, mas estão tirando a vida deles próprios , maculando  o
próprio espírito.

 A mãe  terra hoje  chora  lágrimas ácidas  de   revolta  pelas
bombas  detonadas  em suas  entranhas  ...

A mãe  terra chora  pelos seus filhos  que não merecem  sequer serem
chamados de seres humanos!

Ao teu uivo  meu lobo   junto  minhas palavras ferinas...

quisera eu ter  o poder de uivar  contigo pra que juntos acordassemos  esses
pobres seres   pra  a realidade   total !

                                         

ZEL
Enviado por ZEL em 02/01/2005
Código do texto: T1074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33908 leituras)
8 e-livros (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 15:42)
ZEL