Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GARROTE

O que vem pelo alto do braço
com tremor constante
em sede de abalo...

A larva que escorre
é um sangue
teor quente
de tinta

No antebraço
se instaura
em rompante
uma verborrágica
hemorragia

Meio em transe
holofote
sem anestesia

O trote das palavras difusas
não estanca o garrote
amarrado na poesia
Helena Istiraneopulos
Enviado por Helena Istiraneopulos em 03/02/2006
Código do texto: T107716

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Istiraneopulos
Estados Unidos, 45 anos
256 textos (19045 leituras)
2 áudios (240 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:46)
Helena Istiraneopulos