Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EUREKA

Atinei, enfim.

Você chegou,
olhou bem para mim,
me prendeu e ficou.
Deu-me amor mais da conta
até me deixar tonta.
Eu me entreguei sem vacilar,
inteira, como sempre,
sem medir ou pesar.
Tanto gritei de prazer
que despertei a antiga dor
adormecida em meu peito.
Feneceu meu sorrir,
meu grito emudeceu,
E a dor que o prazer despertou
nunca mais adormeceu.
Sal
Enviado por Sal em 04/02/2006
Código do texto: T107830
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sal
Marília - São Paulo - Brasil, 78 anos
507 textos (44783 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:51)
Sal