Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Murmurio

Agora vi, que tudo vai e vem como fórmula
E a noite não é parte propícia do nosso próprio sonho
A briga na vida sempre nos aguarda e abala...

A chuva encobre seu rosto,
e o resto todo do seu corpo, menos seus olhos
Que por mim inundaram em lágrimas...

Na minha lembrança restou o meu impróprio desgosto

Choro o choro de um vagabundo...

Respiro fragmentos que são sobras de algum qualquer
Não posso me fingir de morto, outros não me dão chances

Não tenho pra quem mandar adeus,
Meu Deus, me desculpe...
Orlando Miranda
Enviado por Orlando Miranda em 12/02/2006
Reeditado em 12/02/2006
Código do texto: T111019
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orlando Miranda
São Paulo - São Paulo - Brasil
58 textos (3303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:55)
Orlando Miranda