Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIAS AO LÉO

                                           


Lua que brilha no céu
Clareando a noite dos bandidos
Faz uma cantiga de ninar
Vem adormecer comigo

Oh Sol que brilha no alto
Clareando essa terra abençoada
Se não fosse tua luz
Jamais conhecia a alvorada

Quantas estrelas brilhando
Quantas gotinhas no ar
Nunca deixe esse brilho faltar
Pra minha mãe que me ensinou a amar

Lindas violetas azuis
Que parece nosso céu
Vem enfeitar minha vida
Preciso de vocês pra ser meu véu

Nós somos multicores
Brancas, vermelhas amarelas
O seu matiz colorido
Sempre as deixam mais belas

Somos múltiplas coloridas
Como são os bem-te-vis
Se não fossem nossas cores
Como eram os colibris?

                                   

Dolores da Silva
Enviado por Dolores da Silva em 12/02/2006
Código do texto: T111030
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dolores da Silva
Paragominas - Pará - Brasil, 66 anos
25 textos (1163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:43)
Dolores da Silva