Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Promíscuo

Mais uma vez como tantas outras já foram eu tento relaxar os músculos que estão presos à você, separando os órgãos que ainda funcionam daqueles já demitidos pela vida e não deixando marcas pra poder esquecer.
O corpo reclama descanso, e as células já não se reproduzem mais, eu fiquei cego de ciúmes ao ver você me traindo comigo.
Como uma prostituta promíscua você me oferece todo o seu corpo pra me fazer relaxar dentro de você, e eu como um bom samaritano te ajudo nesse tipo de tarefa.
E nessa troca de infidelidades (com eu te traindo com teu corpo e você me traindo com meu corpo) é que agente acaba tocando o céu.

27/10/2002
Juliano Rossin
Enviado por Juliano Rossin em 12/02/2006
Código do texto: T111089
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Juliano Rossin
Curitiba - Paraná - Brasil, 33 anos
64 textos (3953 leituras)
1 e-livros (8 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:26)
Juliano Rossin