Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PIAR DO PARDALINHO

A esta hora da tarde,
Como pias pardalinho!
Bem te vi hoje brincar
Na água do regatinho.

Já voas todo ligeiro,
E somes entre a folhagem
Da árvore mais copada,
Desta tão linda paisagem.

E voltas com alegria,
No meio dos teus iguais,
A pousar neste telhado,
Junto com outros pardais.

Do belo Sol derradeiro,
Sentes ainda o calor.
Em conjunto com teu bando,
Chilreias cheio de ardor.

Na árvore que é teu abrigo,
Com centenas te recolhes.
Pardal da minha afeição,
Singelo viver tu escolhes!

Amanhã não te verei,
Entre muitos te perdi,
Mas ouvirei outro pio,
Pensando que vem de ti.


Maria da Fonseca
Enviado por Maria da Fonseca em 17/02/2006
Código do texto: T113138
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria da Fonseca
Portugal
143 textos (3621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:23)
Maria da Fonseca