Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACTO DE FÉ

Defender uma constante
Não parece racional.
No mundo em que nós vivemos
Nada se mantém igual.

O Homem busca a Verdade,
Pesquisa, estuda, compara,
P’ra obter uma certeza,
Recorre a fórmula rara.

Nosso alfabeto não chega,
Os integrais são menores.
E seu cérebro não pára
Na ânsia de pormenores.

Pretende o mais que perfeito,
Atingir não sei bem quê,
P’ra descobrir o que é simples
Mas não sabemos porquê!

Não encontramos mais Vida
No Universo profundo.
Não há iguais condições
Noutros astros, noutro mundo.

Porque estamos nós aqui,
Neste momento presentes,
A procurar subsistir?
Não será por sermos crentes?!

Devemos a nossa vida
A um eterno acto de amor.
Divina é a coincidência
De sermos teus, Criador.

E todos nós Vos louvamos,
Ser futuro é a Esperança.
A Luz que de Ti dimana
Dá-nos toda a confiança.
Maria da Fonseca
Enviado por Maria da Fonseca em 20/02/2006
Código do texto: T114191
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria da Fonseca
Portugal
143 textos (3621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:43)
Maria da Fonseca