Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GAIVOTA DA PRAIA

No Verão não te revi,
Da Rocha me desviei.
Saudade tenho eu de ti,
Que te vi, até pensei.

Linda gaivota à aventura,
Que encanto é o teu voar.
Sobre a areia andas segura
E no mar a balouçar.

Executas teu bailado
Bem alto – que maravilha!
Mas se descobres pescado,
Surges lesta em esquadrilha.

Em bando segues os barcos
Com ansiosas irmãs,
Que no ar desenham arcos,
A alvoroçar as manhãs.

No cimo da rocha ficas
Argêntea, pura, real,
E ao sítio tu te dedicas,
Se não houver temporal.

Este poema te devo,
Ave linda de encantar.
Tu és todo o meu enlevo,
Junto à praia, ao pé do mar.

Mas se Deus o permitir,
Prò ano aí estarei.
E uma dúvida a surgir,
- Se s’rá outra que verei!


Lisboa, 9.01.2006
Maria da Fonseca
Enviado por Maria da Fonseca em 21/02/2006
Código do texto: T114650
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria da Fonseca
Portugal
143 textos (3620 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:08)
Maria da Fonseca