Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Relógios

Escasso.
O tempo, o qual tudo comanda.
Minutos valem tanto;
Alguns, porém, se estendem por eternidades,
Cuidando para enlouquecer
E revelar as mais profundas aflições.

A vida humana,
Breve e tediosa,
Revela uma calma espera,
Por todo inesperado, e as más notícias.
Para remover o pó dos trajes de luto.

Diante das cores, sons,
Despertam-se tantos sentimentos,
Despindo as máscaras do
Frágil Homem.
Lágrimas deixam de escorrer, jorram.

No mais tardar,
Quando as rugas já dominam o rosto,
O último sopro, mais forte e brilhante
Que a história opaca das escolhas.
E os segundos se estendem pela
Eternidade.
Pancho
Enviado por Pancho em 21/02/2006
Reeditado em 05/04/2006
Código do texto: T114759
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pancho
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 30 anos
33 textos (1091 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:45)