Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÓ POR UM MINUTO

Hoje bem antes do sol nascer
Abrir a janela de minha varanda
Queria apreciar minha rua
Quase nua só por  um minuto
                 Qual não foi minha surpresa
                 Não pude ver minha rua quase nua
                 Ela estava escura, só fumaça, só poeira
                 Quanta poluição, quanta sujeira.
Só por um minuto
Observei as ruas sujas, imundas
Que pena!   Minha cidade
Hoje está desnudada pela ambição
Por loucos empresários famintos
Por dinheiro e destruição
                    Pense só por um minuto
                    Você é criatura do universo
                    Não menos que as árvores e as estrelas
                    Tem o direito de estar no mundo
                    Poder usufruir das maravilhas do universo
Qualquer que seja seu trabalho
Apesar dos problemas e dificuldades
Desfrute do espetáculo da natureza
                      Só por um minuto
                      Fechei  minha janela
                      Pensei em você professor
                      Que é capaz de erguer-se pra trabalhar
                      As tarefas são muitas e importantes
                      Poucos têm consciências delas
                      Você que é mestre e multiplicador
                  Ajude o mundo, para que ele possa te ajudar
                           Só por um minuto.
Dolores da Silva
Enviado por Dolores da Silva em 23/02/2006
Código do texto: T115189
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dolores da Silva
Paragominas - Pará - Brasil, 66 anos
25 textos (1163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:20)
Dolores da Silva