Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SOLIDÃO NOSSA DE CADA DIA

Chegou a noite
A lua enluarou
Nasceu o dia
O sol brilhou
Frio e calor
Vibração e torpor
Choveu
O cotidiano aconteceu
sempre preciso
Gente chegou saiu
nasceu morreu
Lágrima e riso
Ódio e amor
ou engano de amor

Enquanto tu gemes e tremes
mergulhado em tua dor
latente insistente potente

Enquanto ao teu redor
tudo acontece
e toda gente
passa indiferente...
Sal
Enviado por Sal em 26/02/2006
Código do texto: T116356
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sal
Marília - São Paulo - Brasil, 78 anos
507 textos (44782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:01)
Sal