Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Asas

De tantos males que assolam a Terra e as pessoas.
De tantas desgraças que vejo pela vida, pela televisão, ouço pelo rádio...
Nada é mais forte do que a infelicidade.

E no meio da cidade vejo pessoas desconfiadas, apressadas e estressadas.
Vejo pessoas cansadas, correndo, sem que dê tempo de parar e pensar em onde estão indo.

O bebê chora, o chefe briga, o filho discute, o pai se zanga.
Todas as desgraças da vida
Tem uma origem comum.
A origem no não saber viver.

Em todos os rostos que olho vejo um infinito de perplexidade, de vontade e de escassez.

Em todos os momentos da vida
Vejo a mais pura realidade de nosso ser.
Que quer crescer, compreender, refazer.
Mas que não quer sofrer.

Vejo o mar, vejo o céu
Tão calmos... tão calmos.
Saber viver, saber sofrer, compreender
RENASCER...

Em tantos momentos da vida
Sinto vontade de chorar, de amar
De voar...
Só me faltam asas.
Cesar Coelho
Enviado por Cesar Coelho em 01/03/2006
Código do texto: T117198

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Coelho
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
17 textos (1143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:54)
Cesar Coelho