Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu medo, seu grito

Espero que aquele grito não seja seu choro
Espero que seu choro não seja esse grito
Que caminha por entre os becos
Que ecoa durante horas em meu ouvido

Que a noite se transforma em gemido
Que escorrega por entre os dedos
De tão leve que são suas lágrimas
Se parecem com o sangue que antes derramava

E hoje levo comigo
O medo que antes te atormentava
Sentindo na pele o seu grito
O seu choro, sua lastima,

Perdido entre as letras
Que tanto você gritava
Perdoe-me se não fui a tempo
De te ver desamarrada

Mas você conseguiu
Fugiu daquelas garras
Seu suor era só medo
E o choro ali se transformava.
Avena
Enviado por Avena em 02/03/2006
Código do texto: T117746
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Avena
São José - Santa Catarina - Brasil, 29 anos
7 textos (231 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:09)
Avena