Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Revela-me Chama

Tudo que tenho agora é o surto continuo
querer sempre olhar para o belo rosto
que me faz devanear na busca do lume,
que brilha no verde absoluto de lindos olhos,
no inflamado vermelho dos lábios sensuais.
É esta a chama que produz fausta e delicada luz.
Inspira-me. Revela-me chama ainda mais bela, é Ela.
Fonte dos meus versos que passeiam
na solidão de meu universo.
Pousa poeira temporal
dos fragmentos de pensamentos,
pintados em arco-íris com mais de mil cores.
Sonhos, acréscimos de sensibilidades.
Não objeto abandono apelação da carência.
E sim, a árbitra lei da absoluta vontade
dos corpos ocuparem o mesmo lugar no espaço,
em justa harmonia surpreendida pela alegria
dos suspiros de ardentes arrepios,
provocados pelos mais de mil tremores,
de tanto querer provar o gosto
da gula de mais de mil sabores.
Entre águas e chás dos perfumes
de mais de mil flores.
Como búzios e conchas,
talvez nunca jamais houve
sentimento semelhante,
entre mais de mil amores.
Plínio Sgarbi
Enviado por Plínio Sgarbi em 05/03/2006
Código do texto: T118876
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Plínio Sgarbi
Jaú - São Paulo - Brasil, 54 anos
241 textos (218174 leituras)
21 áudios (3298 audições)
5 e-livros (510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:23)
Plínio Sgarbi