Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

vigília

eu te observo
te lanço olhares e salivas
tão sôfrega... debelada
minha respiração sofre
para não te assustar.
Teu corpo silencia
num estado brando

observo,
navegamos improváveis,
aventureiros
e debaixo da névoa
de águas mansas
rondam os seres marinhos
à espreita,
esperando que essa vigília
nos enfastie e,
nos abocanhe num só empuxo
Alessandra Espínola
Enviado por Alessandra Espínola em 14/03/2006
Código do texto: T122911
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alessandra Espínola
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
288 textos (26476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:50)