Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Poesia e o seu Oculto

A poesia é necessária ou inútil?
Ela pode matar a fome de milhões de famintos pelo mundo?
A poesia pode libertar os presos de suas cadeias?
Ou pode tirar os meninos perdidos das ruas do Rio de Janeiro?

Por que escreve um poeta?
E o que leva uma pessoa como um ser humano qualquer
Se auto declarar poeta?
Quem disse a Carlos Drummond de Andrade
ou a Frederico Garcia Lorca
Que eles eram poetas?
E para que eles serviram?
Frederico Garcia Lorca foi fuzilado na Espanha
Porque era poeta?
E o poeta russo Maiakovski se matou porque
Se sentia poeta ou foi por um drama íntimo qualquer
Ou desenganado com os rumos da Revolução russa?

E eu mesmo, que nessa noite fria de Berlin
Combinando essas palavras nos teclados de um computador
Serei nesse momento um poeta?
Ou serei apenas um aflito ser que nas emboscadas
Das horas que martelam como um zug*
Nas incertezas de meus momentos mais íntimos
Ou das revoltas internas com as políticas cínicas de meu país
Persigo ser um poeta sem saber ao certo
O que isso siginifica para tantos outros dramas na humanidade?

E se uma bomba poderosa, clara e objetiva
Explodir entre os intertícios das ameaças entre o Irã e o EUA
Que poeta ainda vivo contará com palavras nucleares
A grande tragédia galopante, ardente e exterminadora ?
Que poeta será esse da humanidade e de que continente ?
Será mesmo um poeta ? O que será isso?
Ras Adauto
Enviado por Ras Adauto em 21/03/2006
Código do texto: T126486
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ras Adauto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6 textos (122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 15:01)