Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESVENDAR

Não guardo segredos sou como um templo de portas abertas
tenho a noite escura a  testemunhar o meu viver
durmo e acordo na intenção de desvendar os véus
que encobrem o brilho desta alma errante.
Errante por ser cigana, mas que ansiosa
busca sua harmonia  interior
e por mais que eu insista em relutar
não consigo aceitar a tediosa labuta
de nós humanos que prosseguimos
sem almejar um maior descortinar
sou como um templo...
e sempre estarei aberta á novas opiniões
acredito que só estou aqui para angariar conhecimentos
sem desejar ser portadora da verdade
mas ser parte desta verdade que está desfragmentada
de meu ser ainda disperso.
Ramayana
Enviado por Ramayana em 22/03/2006
Código do texto: T127002
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ramayana
Santos - São Paulo - Brasil, 27 anos
22 textos (1315 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:48)
Ramayana