Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

1º de maio

Andar, andar, andar, sem nada, no vazio das horas...
Flores na porta dos sonhos, sem cores...
Molduras ofuscadas, vivenciadas...
Vidas, amores...

Desliza sobre o ventre da noite
Miudezas de um dia caustico
 Na simetria da aurora rachada
Embalo-me sou sonho senil...

Dessa quimera translúcida, o porvir afoga!
Os campos, esses fartos de grãos.
Ensejos, bocejos, delírio matinal?

Amores afogam o peito...
Eperdus
Enviado por Eperdus em 24/04/2005
Código do texto: T12783
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eperdus
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
39 textos (1277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:09)
Eperdus