Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEIA-ME

LEIA-ME
(Autor: Antonio Brás Constante)

Seus olhos fitam o meu semblante,
Brilhando inocentes,
Provocando em silêncio
O meu despertar;

Com seu sorriso criança,
vais descobrindo segredos,
 guardados em mim
para você desvendar;

Sem poder lhe dizer nada,
fico tecendo palavras
que se revelam aqui;

Me abro aos seus doces carinhos,
Conduzindo o seu destino
A cada cantinho de mim;

Deitado em seu colo pequeno,
embalo seus pensamentos serenos
com sonhos e imaginação;

Ouço seus lábios murmurando baixinho,
frases que levo comigo
 entregando em seu coração;

Por fim se eu pudesse falar só um instante,
mesmo num simples suspiro,
eu lhe chamaria de anjo
e você me chamaria de livro.

(SITE: www.abrasc.pop.com.br)

NOTA DO AUTOR: Divulgando este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

Antonio Brás Constante
Enviado por Antonio Brás Constante em 26/03/2006
Reeditado em 18/05/2006
Código do texto: T128866
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Brás Constante
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 100 anos
399 textos (85245 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:39)
Antonio Brás Constante