Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Real

Admito
que o sangue escoa
que o grito ecoa
que a lágrima escorre
Admito
que a lembrança é forte
que a dor é morte
que o corpo é torpe
Admito
que o olhar se perde
que a vontade emerge
que o desejo aflora
Admito
que o fogo arde
que a ilusão embala
que a lança sangra
Admito
que a esperança toca
que a razão eclode
que a resignação abranda
Admito!
Mas não possibilito!

(12-13/01/2005)
Maria Cilia
Enviado por Maria Cilia em 26/04/2005
Código do texto: T13132
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Cilia
Curitiba - Paraná - Brasil
58 textos (3605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:19)
Maria Cilia