Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Auto custo


Memória exposta,
Apelo sem resposta,
Segue a fala sem cortejo
Lúdico recreio em passeata.
Solitária ambulante
Que na banca sem festejo,
Canta a emoção nata
Do seu coração vibrante.
 
Com o apagar das luzes
Recolhe cacos insensatos,
Do versejar descuidado
E no saguão das cruzes
Repousa a alma inquieta,
Nos desejos deserdados.
Rotina de trapos castos
Da poesia que não se aquieta.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 31/03/2006
Código do texto: T131552

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:09)
Angélica Teresa Almstadter