Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Navegar

Primeiro seguia à deriva
Barco iniciante, sem noção do vento.
Vela ao alto
e sopra ele a qualquer direção.
Conhecer. Um viajante,
sem ter rumo
nem convicção alguma sobre o destino.

Com o tempo vêm as manhas
e um certo controle sobre veleidades.
A navegação traz experiências.
Escolher já é possível,
e como bom aventureiro
decido por inteiro
acreditar que há de vir algo bom das vontades.

Depois de tanto andar
fiz nada mais que comprovar
que graça está em viver assim
do acaso
fazendo dele mania,
arraso da monotonia


Depois pude descobrir
que abrir o viver assim
ao acaso
sem prazo
é erro,
enterro das chances de descanso do coração

Adolpho Ferreira
Enviado por Adolpho Ferreira em 01/04/2006
Reeditado em 22/01/2009
Código do texto: T131853
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adolpho Ferreira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
16 textos (935 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:13)
Adolpho Ferreira