Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dias de sol, nesses dias de chuva

É tão estranho como as coisas mudam
Derrepente você está sozinho
E num instante está com todo mundo
Por isso que não sinto o espinho...
 
Sinais Divinos até hoje eram uma farsa
Pra tentar me derrubar, me preparar
Será que eu posso ajudar o vôo de uma garça
Sendo que eu simplesmente não sei voar!?

É tão simples e belo como as coisas são
Você se sente invalido em alguns momentos
Você se sente caído, inválido, no chão
Mas os olhos dos céus estão atentos...

A vida é feita de caídas, subidas e baladas
Ritmos que fazemos todo o tempo
Como músicas curtidas, na vida em estradas
Notas feitas para se jogarem ao vento
 
E assim vivemos esperando
Dias de chuva, nesses dias de sol
E continuamos esperando
Dias de sol, nesses dias de chuva

Que seja feita a sua vontade,
Assim na terra como no céu
Me dê a criatividade que preciso
Pra tentar derrubar a torre de babel...
-Que ainda persiste-

A vida é feita de caídas, subidas e baladas
Ritmos que fazemos todo o tempo
Como músicas curtidas, na vida em estradas
Notas feitas para se jogarem ao vendo
 
E assim vivemos esperando
Dias de chuva, nesses dias de sol
E continuamos esperando
Dias de sol, nesses dias de chuva

===========================================
http://oescritorrandomico.blogspor.com.br
O Escritor Randômico
Enviado por O Escritor Randômico em 01/04/2006
Reeditado em 10/04/2016
Código do texto: T131938
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Escritor Randômico
Curitiba - Paraná - Brasil, 28 anos
61 textos (5639 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:23)
O Escritor Randômico