Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Normalidade

 
Tudo está em seu lugar
As crianças brincam
As estrelas piscam
Os automóveis correm
Os semáforos colorem
verde
amarelo
vermelho

Outras crianças mendigam
Outras estrelas morrem
As astronaves passeiam
A tv pisca imagens sem nexo
Só sexo

O cigarro queima
abandonado no cinzeiro
Os radicais se libertam
nas metástases
e nas rugas precoces

O universo pulsa outros universos
em seus átomos infinitos
Na mesma medida em que pulsa ele próprio
mero elétron de uma bomba macrocósmica
que irá explodir outra Hiroshima
Distante...
Distante...

Tudo está em seu lugar

Descabida mesmo
Só essa angústia
Constante
Insistente
Mais velha que o tempo
Mais urgente que eu
Entrançada em minhas entranhas
Indecantável:
Já não sei se eu sou ela
Ou se ela sou eu.
 
Jane de Paula Carvalho Santos
Enviado por Jane de Paula Carvalho Santos em 03/04/2006
Código do texto: T133077
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jane de Paula Carvalho Santos
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 49 anos
20 textos (703 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:58)
Jane de Paula Carvalho Santos