Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No Fim Do Mundo

A linha do horizonte distrai o caos de meus pensamentos,
E o nevoeiro sob meus pés é o esboço do fim
Neste lugar onde os pássaros não cantam mais.
A última brisa da tarde posso senti-la levemente,
Enquanto as estátuas observam brevemente
As súplices lágrimas de meu arrependimento.
Estou a dois passos do abismo da loucura,
E as folhas mortas debatem-se com o vento
Enquanto ouço a melodia silenciosa da morte,
A poesia que não posso suplantar,
E neste instante sou todo solidão,
E minha imagem no espelho um sonho vão
Que nem teus olhos já não podem espertar.
E a ventania passa, rumando para o norte,
Levando consigo meus versos e lamentos,
Junto as lembranças que não posso ressalvar.
A lua, amarelada pelo tempo, espectral,
Rege o momento de meu padecimento,
Meu fantasma insano, entre sombras, imortal,
Que rumo ao nada, tristemente a caminhar,
Cego pela noite e vazio pela falta de amar
Chega ao inferno, onde os pássaros não cantarão jamais...
Danilo Ramos
Enviado por Danilo Ramos em 07/04/2006
Código do texto: T135089
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Danilo Ramos
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
5 textos (144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:07)
Danilo Ramos