Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMPANHEIROS NO SILÊNCIO

Amigo querido.

Não sei o seu.
Mas o meu silêncio não desperta ninguém.
E eu sei por que.

O mundo de hoje precisa de barulho, muito barulho,
de gente agitada,
de otimismo vazio,
de mentiras disfarçadas em verdades amenas,
músicas ensurdecedoras,
imagens de forte colorido
e de preferência movimentadas por luzes chocantes,
enfim, quer viver num céu de nuvens
que faça esquecer a barra da vida
e da crueldade que vigora ao redor.

Nosso silêncio quer o contrário,
quer verdades - mesmo que doam,
não quer esquecer nada, nem quer se iludir,
quer imagens suaves e transparentes,
quer amor na surdina do encantamento,
quer beijos molhados de lealdade,
quer Bethovem, Mozart, Liszt
e, principalmente,
quer os pés no chão.
Sal
Enviado por Sal em 09/04/2006
Código do texto: T136152
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sal
Marília - São Paulo - Brasil, 78 anos
507 textos (44786 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:24)
Sal