Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brisa

Você,
Uma entre dezenas de anjos agnósticos
Disposto a me fazer acreditar.

Cortinas de brisa
Tecidas por entre afagos,
Lábios de atritos surdos
Condensando palavras
E para si tomando seus sentidos.

O manto de ar que expulsa as violências de ontem e de hoje
Até que elas se encontrem e abracem como pétalas amargas,
Os meus lábios sobre as suas pálpebras e o meu beijo sobre o seu medo.

Tornozelos.
Passos firmes sobre os desníveis
O não se paralisar perante o cinzento
Uma espera enfim justificada.

Diz pra mim: por que estes ares de correção dos estilhaços,
Este mergulho numa esfera de imperfeições saudáveis
Onde entrelaçamos nossos compassos?

Deixa a resposta vir antes por dias,
que as palavras sejam só a fibra interna
do todo se construindo aos poucos.

Você,
A brisa fresca correndo entre as paredes
Deste tenro universo singular.
Rodrigo Fróes
Enviado por Rodrigo Fróes em 09/04/2006
Reeditado em 28/03/2014
Código do texto: T136520
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Fróes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 30 anos
45 textos (2358 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:40)
Rodrigo Fróes