Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENSAMENTOS (Junho 2002)

Olho-me no espelho,
Novas rugas chegaram,
Ah! meus vinte anos,
Quase trinta se passaram.
O tempo, esse impiedoso,
já tinge meus cabelos,
Entram os brancos,
Saem os negros.
Paro, ponho-me a pensar,
Quanta história pra contar!
Histórias que vivi,
E depois de tantos anos
Quase nada esqueci.
Fecho os olhos,
Vem um filme em minha mente,
Filme de uma vida,
Vivida intensamente.
Do meu passado, só eu sei,
Das alegrias, das tristezas,
De cada pranto que chorei.
O filme continua,
Como é jovem o protagonista!
Sou eu, o principal artista.
Vivi papel de mocinho,
Vivi papel de bandido,
Algumas vezes fui traidor,
Muitas vezes fui traído.
Romances...Ardentes paixões,
Lindas mulheres...somente ilusões.
Muitas posso ver nessa noite fria,
Pois as tenho comigo,
Num álbum de fotografias.
A primeira namorada, Onde andará?
Será que um dia de mim se lembrará?
De repente, o amor me vem a mente,
O que valeu a pena,
Uma mulher somente.
Amor que trago comigo
E no peito tenho guardado,
Não sei se fui bom amante,
Só sei que fui bem amado.
Ah! doce saudade,
Que faz presente esse passado.
Dos meus olhos uma lágrima,
Que pelo rosto se põe a rolar,
Pois sei, tudo passou,
E no tempo não possa voltar.
Dindo
Enviado por Dindo em 14/04/2006
Código do texto: T139243

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dindo
Rio Claro - São Paulo - Brasil, 63 anos
1 textos (66 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:16)
Dindo