Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brinquedo torto


A escadaria da tua vida continua fria?
E quando nela és novamente empurrado?!
Ainda sente-se um pesado fardo?
Ainda sente-se a ovelha negra da última cria?

Você não alcançou o céu naquele balanço enferrujado?
E é agora, que já és homem e teu quarto está pequeno,
Que foges pela janela com remorso, para adormecer ao relento?
Esqueça! Já não há graça em rodar um pião tão amargurado...

_Quando todos cospem na tua cara, sem parar:
Sua mãe lhe trocou pela vida!
Tua vingança será apenas pisar sobre a rosa caída?

Não lhes peça permissão para crescer ou respirar!
Siga rumo à trilha de tijolos amarelos da minha mão,
Levarei-te ao caminho da infantil redenção...
Carlos Henrique Toledo
Enviado por Carlos Henrique Toledo em 15/04/2006
Código do texto: T139553
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Henrique Toledo
Jacutinga - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
18 textos (480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:36)
Carlos Henrique Toledo