Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chama da vida

Despertas nas noites ébrias
com um tom quase triste,
porém, no fundo dos olhos teus,
movem-se andorinhas jubilosas
fazendo sonatas à existência.

E nas insípidas manhãs cinzentas
tranformas pedras em melodias
subjugas os grilos da madrugada
e voas pela infínda luz do amor.

Esse amor que te expande
como o frescor das azaléias
Coração em versos livres
sem correntes de egoísmos,
vaidades e narcisismos...

E no espelho dos horizontes
tuas mãos se abrem em oferta,
semeiam pérolas de afeto
Para fruir a dádiva da vida.
Paola Caumo
Enviado por Paola Caumo em 23/04/2006
Código do texto: T144171
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paola Caumo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
167 textos (6281 leituras)
17 e-livros (808 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:23)
Paola Caumo