Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma de Profeta

Um nevoeiro sombrio
invadiu minha mente.
Minha alma de poeta
agora é de profeta!
Não há papeis,
já não há registros,
só um lamento,
pelo meu talento
do mundo banido!

De meu mundo fui deslocado!
Escrever é agora impossível,
falar é permitido.
O real e o irreal
não fazem diferença
para meu objetivo
procurar o perdido
não sei onde está
só tenho de procurar.

O universo torna-se o verso
de meu mundo ao reverso.
Minha mente clareia
como em um crepúsculo
a luz invade a barreira da escuridão.
Sei onde esta a minha poesia
no mundo jogada aos 4 cantos.
Agora posso ver
meu propósito
é mostrar, não resguardar,
as criações futuras serão anunciadas!
não arquivadas, em um baú de solidão!
Secco
Enviado por Secco em 24/04/2006
Código do texto: T144579
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Secco
Erechim - Rio Grande do Sul - Brasil
5 textos (223 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:55)
Secco