Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Completem esse poema...

Hoje ao acordar...
Senti uma saudade imensa de você...
Senti falta do seu corpo...
Saudade de não sei o que...

Talvez vontade de apertar meu corpo ao seu
No encontro escondido na luz dos olhos teus....
Te abraçar... beijar teus lábios ardentemente..
E em delírios, sussurrar teu nome docemente.

Quero sentir um arrepio a cada toque teu
a saudade devora minha alma preciso ser seu
Sentir-te em mim e dentro de minha mente
Meu corpo todo, sendo teu tão somente...

Sob as estrelas, eu te amarei e tu verás
O quanto é grande, este amor, e sentirás
Todo o desejo que norteia as vontades
Mataríamos toda e qualquer saudade...

Não basta saber que sou amado e desejado
quero ter nos braços teu corpo delicado


Quero ficar calado
pra ti ouvir dizer: "eu te amo"

Deitar em teu corpo quente
Me sentir demente
Ser bem mais do que posso ser

Quero teu sorriso aberto
Estar esperto
bem perto
não nego
sou cego
por você

Tenho conversado com meu travesseiro
e ele me diz que devo dormir
sonhar com você...
quero ti ter
somente pra mim...

Sou louco, maluco
sou um absurdo
que a natureza fez nascer
pra você
pra ti ter
querer
ser
ver (você)

Tô pensando em ti
assim
inconseqüentemente

Tô chorando
pensando
em como ti fazer feliz

O nosso amor é distante
mas sei que um dia te verei
Por este grande Oceano
que nos separa
e que nos há de conduzir a felicidade

O nosso amor...
Partiu daqui mesmo...
fomos nos conhecendo
e agora não conseguimos
mais viver sem o outro

E este amor que a cada dia
cresce no peito.... a nostalgia
por estar distante de você...
consome toda a minha alma
me mata, sem perceber

Se asas, eu tivesse, iria
até o infinito e pegaria
uma linda estrela de prata
pro seus cabelos -enfeitar
mais como asas não tenho
fico em ti -a pensar

O amor atravessa fronteiras
Esconde-se, aparece e afronta
Suplanta quaisquer barreiras.
Somente o desejo conta...

Quando ele é de verdade
Amolece o corpo todo
Enche o coração de saudade
Faz com que um possa sentir o outro

Faz os espíritos se encontrarem
A vontade é atendida
Faz as bocas se beijarem...
Toda a profecia é comprida...

O amor esta em toda parte mas a dor do silencio incomoda e arrasa

Arrasa mas não afasta
Nos arrasta pra mais perto
Nos confundindo no que é certo
Nos misturando com a pessoa
Deixando o pensamento a toa

E a esperança, aflora neste momento
a distância não importa, serei tua
pois o amor, é o maior dos sentimentos
te entregarei, todo meu corpo e alma nua

Sem tu ao meu lado sinto o vazio do passado frio e sombrio da cama vazia...
Agora quando estou contigo me sinto completo
Imploro tua presença e sinto tua alma me realizando
Suave e selvagem é tua estada nos meus braços
O Alfa e o Ômega o princípio e o fim viajam nos meus olhos quando tu me tocas
Cadê eu?
Onde foi parar aquela pessoa sensata?
Como fui me perder por dentro de ti?
Toda verborragia não consegue expressar o que sinto quando tu estas e quando sinto tua falta...
Fico pensando se alguém mais vai me amar depois que tu não me desejar...

Quando me vejo em teus olhos me vejo mais belo
Quando tu se aninha em meu peito me sinto mais forte
Quando ouço meu nome em tua voz me sinto completo
Quando penso que posso te perder um dia já sinto sofrimento e sinto-me perdido

Hoje acordei o sonho do amor.
Mas juro! Queria dormir...
Pois nos meus sonhos...
Sei que você existe...

Mas deixo para você...
Que esta chegando...
Me acordar o não levantar...
Mas me deixe AMAR...

Deixe-me te amar e ser amada.
Deixe-me ser tua lua, teu sol, tua estrela.
Sua princesa encantada...
Quero que sintas prazer em tê-la.
Em querer a mim e mais absolutamente nada...

Sonho acordado pensando em você e em teu olhar...
Não tenho lagrimas, mas na sua ausência meu coração chora de saudade!
Teus longos cabelos ao vento e sua pele a brilhar
Lembra-me a morena vestida de branco, ai que felicidade!

As letras se misturam e só consigo escrever teu nome
As nuvens se deslocam e se juntam e só vejo nelas a forma dos teus cabelos emoldurando teu rosto

Preciso escrever algo além do teu nome
Preciso ver algo além do teu rosto
Preciso de muitas outras coisas e motivos para viver...
Não as consigo e não as tenho...
Sou feliz, realizado e inteiro...
Hoje tu e eu somos um só dentro um do outro...

Respiro agora o teu ar... minha querida
E sei que também, respiras o meu
Pois já não conseguimos viver
Distante um do outro
Meu coração bate no mesmo, ritmo do seu
E as nossas almas, se entrelaçam
Quando os nossos corpos se juntam
Transformando num só

Já não me importo com o tempo
Nosso único aliado neste instante.
Quero o teu cheiro, tua voz, e teu sabor.
Mistura dos sentidos inebriantes.
Com toda a liberdade dos desejos
Sem receio, sem limites, sem tabus.
Nossas almas embriagadas de prazer
Onde só reina agora
O nosso amor...

Amor é o que ele nos faz...

Faz o céu imenso ter um brilho mais intenso
Faz um toque suave nos fazer voar como uma ave
Faz um e o outro junto formarem um conjunto...
Conjunto de dois que nos leva a perder a razão e nos faz ganhar um filho;

E nos traz o bem que ele nos faz...

Fruto que tenhu apenas em lembranças tristes...
Pois tu levastes pra longe de mim...
Porque?
Pra quê?
Me dê... ixe viver...
Preciso de você... dele...

Volta... e seca minhas lágrimas...
Derramada aqui mesmo...
No momento em que se foi...

Preciso de ajuda...
de você...
do meu ser...
ter...
meu filho aqui...
do seu amor...

(pausa)

To indo pra um longe muito distante...
Por sua causa...
Nossa causa...
Pra eu poder ter paz...
naum faz...
preciso fazer....

To me enterrando...
Por falta de escolha...
Por falta de você...
Por falta dele...(nosso primogênito)
Por mim...
Por você...
Pra vê...
Que EU TE AMO de verdade...
é verdade...
verdade...
pra eternidade...!!!
saudade ...
de vocês...
linda mulher e pequenino anjo...
Felipe Adler
Enviado por Felipe Adler em 29/04/2006
Código do texto: T147566
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Adler
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
3 textos (81 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:05)
Felipe Adler