Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poeta naõ morre

O Poeta não morre...
ausenta-se de letras
de sentimentos,
de inspiração.
O poeta anestesia a alma
pelo cansaço da dor,
pela solidão constante.
Guarda no peito as marcas
dos desabores, das cores
opacas de um outono vazio.

O Poeta amassa
o branco infinito
sem versos, sem nexo,
sem nada a dizer.
O poeta apaga a chama
da inspiração, vastidão
de noz na garganta
a esperar o gorfar
de um poema.

O poeta adormece,
debruça no leito...
adoece febril
o sono mal dormido,
nas horas de espera
d'um sonho rasgado
p'la metade.

O poeta enlouquece,
gira, desnorteia
n'um buraco negro
da ausência dos versos.

O Poeta não morre...
Ele arrefece.
Anna Müller
Enviado por Anna Müller em 30/04/2006
Código do texto: T147683
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Müller
Boa Vista - Roraima - Brasil, 52 anos
89 textos (4244 leituras)
11 áudios (4397 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:25)
Anna Müller