Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Selvagem

Num sol escaldante, areia à brilhar
A beleza cristalina, da água do mar
Corais nos rodeiam, é só relaxar
À mãe natureza, vamos nos entregar
Peixinhos que nadam, a nos encantar
Ao longe os pássaros, livres a sibilar
E um coqueiral, à paissagem somar
E tem gaivotas, voando raso a pescar
A natureza conspira, e nos convida a amar
Em teu rosto a paz, seus olhos são ímã
De uma beleza fulgás, me hipnotisam
Desejo feroz de seu corpo, você é tão linda!
Te abraço e te beijo, você é a minha musa querida

Com você me atrevo, e me entrego à libido
Selvagem estou, com você desatino
Tenho urgência de amar, me entregar ao feitiço
Dessa coisa insana, esse tesão incontido
Quero te penetrar, adentrar o seu íntimo
E fazê-la gozar, quero ouvir o seu grito
Feras soltas no mar, somos dois libertinos
Sem mêdo de amar, pois nascemos prá isso
Nossas almas precisam dessa troca, esse mimo
Pois você me deseja, e eu sei muito bem disso
De você eu preciso, para me sentir livre
Pois que amor e desejo, de você necessito
É que você é o motivo, pelo qual estou vivo
Me entregar a você, e cumprir meu destino

Sem você em minha vida, morre minha poesia...


cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 02/05/2006
Reeditado em 22/03/2009
Código do texto: T148812

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Londrina - Paraná - Brasil, 56 anos
334 textos (36470 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 23:59)
cacaubahia