Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caricatura

Escrevi essa poesia quando morava no Rio de janeiro, mas precisamente em 17.08.81.

Nasci num dia qualquer, a uma hora qualquer
Não sei até hoje o quero da vida, ou a vida de mim
Se estou no trabalho, fico logo cheio
Se estou no bar, logo fico bêbado
Se estou na escola, nada aprendo
SE vou ao cinema, tenho de pagar inteira
Se fico na rua, tenho vontade de estar em casa
Se fico em casa, tenho vontade dela sair
Se estou namorando, fico lopuco que chegue a hora de ir
Se não estou namorando, fico louco para tal
Afinal, quem sou, o que faço?
Perdido numa cidade grande.
Boiba
Enviado por Boiba em 03/05/2006
Código do texto: T149441
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Boiba
Serra Talhada - Pernambuco - Brasil, 59 anos
18 textos (1210 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:01)
Boiba