Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Famigerado

"E sobre o poeta que não morre,
o João encantado,
o Guimarães, que de Rosa só a miopeza,
pois toda rosa é míope,
não enxerga o coração de sua amada.

O Sertão, caro Jão, está em toda gente,
nós lábios de Sophia, nas mãos de Augusto,
nos olhos da criançada, nos versos do repente.

De suas andanças, ao lado do burro azarento e mudo,
restam as poeiras do mundo,
as poeiras do Sertão do fim-do-mundo.
Mas não é o mundo todo Sertão, João?
Não é o Sertão de todo mundo?"
Diego Filipe Araujo Alcântara
Enviado por Diego Filipe Araujo Alcântara em 07/05/2006
Código do texto: T151657
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diego Filipe Araujo Alcântara
Camanducaia - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
152 textos (7339 leituras)
7 áudios (2204 audições)
1 e-livros (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:53)
Diego Filipe Araujo Alcântara