Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALÇAPÃO

Em meio aos girassois eu grito
dou um salto mudo
e vejo o seu vulto a me espreitar
Você chamou:
É hora de jantar
Vai cochilar,
não quer comer a sobremesa
E, bem ali na mesa - torta de mim
toda enfeitada de limão;
azeda assim...
azeda assim de solidão.
Eu volto só para o jardim
vou desarmar o alçapão
Há prisioneiros pássaros dentro de mim
a beliscar meu coração.
Preciso respirar!
E ao ver asas, soltas,
se abrindo e indo;
indo embora, indo,
cortando o ar
sinto:
Preciso habitar todo esse vôo infindo
e seguir com o meu destino
aonde ele me levar.

D.V.
29/07/98

Copyright © 2006 Dulce Valverde
All Rights Reserved
DULCE VALVERDE
Enviado por DULCE VALVERDE em 11/05/2006
Código do texto: T154075
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e link para o site " http://recantodasletras.uol.com.br/autor_textos.php?id=6199 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DULCE VALVERDE
Estados Unidos, 46 anos
391 textos (10864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:58)
DULCE VALVERDE